Dr. Rafael Shamá

Terapia Intensiva

Terapia Intensiva

A UTI ou Unidade de Terapia Intensiva é o setor do hospital destinado ao acolhimento de pacientes em estado grave com chances de sobrevida, que requerem monitoramento constante (24 horas) e cuidados muito mais complexos que o de outros pacientes.

É um ambiente onde os pacientes muitas vezes possuem várias comorbidades, usam múltiplos medicamentos e necessitam de diferentes máquinas para manutenção da vida: ventilação mecânica; hemodiálise; bombas de infusão; monitores; ECMO; USG a beira do leito; ECO tt,  entre outros.

Nos últimos anos houve um grande desenvolvimento da Medicina Intensiva no Brasil, sendo que o número de leitos em unidades de terapia intensiva (UTI) aumentou 36% entre 2005 e 2013 em todo o país. Aumentando também a demanda por profissionais especializados nessa área.

Idealmente,  os médicos que trabalham nesse ambiente devem ter especialização na área (residência médica) ou título de especialista pela AMIB. Dentre as várias competências e habilidades importantes para o futuro intensivista, acredita-se que, a capacidade de trabalhar sob pressão, habilidade de dar más notícias e a empatia, são características essenciais para quem atua nessa área.

Além disso, é fundamental ter bons conhecimentos em clínica médica, cirurgia, farmacologia, fisiologia e dominar a tecnologia do setor. 

Como a medicina intensiva lida com aqueles pacientes que estão em estado mais grave, às vezes com poucas chances de sobrevivência, ou necessidade de tratamentos muito invasivos, essas qualidades acima citadas são essenciais para a boa prática médica.

Por exemplo: a liderança da equipe multidisciplinar está sob responsabilidade do médico, que deve ser o responsável por dar as coordenadas e tomar as decisões acerca do tratamento, sabendo avaliar até que ponto certo procedimento pode ser benéfico ou não para o paciente.

Muitas vezes também é o médico o responsável por “cuidar” das famílias, conversando, orientando e às vezes até preparando os familiares para o desfecho de morte do ente querido.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email